Língua

PALAVRA

30704483_455982871503366_7288560261521211392_o.jpg
A palavra esquecida
evapora improvável.

Incinerado neste
caminho estranho
permaneço quieto.

A treva deglutida
pela boca calada
borbulha onde
não se sabe.

Sigo o método da dor
e faço da palavra
uma antiga opressão.

Desperto
a raiz tempestuosa
que cresce
no tempo da escrita

Deixo-a destruir
sonhos inúteis
que lutam por nomes,
pois serei agora
um mar intransponível,

o signo infinito de
idiomas mortos
na língua improvável
de cada palavra.

Anúncios

RAP PORTUGUÊS E RAP BRASILEIRO

Uma das cruzadas do Rap produzido fora dos Estados Unidos é conseguir metrificar o idioma local. Não é difícil perceber que o Português é uma língua mais complexa que o Inglês. Isso faz com que criar um flow confortável (para os rappers e o público) por aqui seja mais difícil. Ontem o Alex Gr me mostrou essa faixa do REGULA e o DILLAZ e a reação foi imediata: esse nível de domínio de Rap só poderia mesmo aparecer em um país que fala o idioma há mais tempo. Ao ouvir não há como negar que o artista vem de Portugal, e por isso, chamamos isso de Rap Português. No Brasil isso não basta. Assim como os Estados Unidos, falamos o idioma do país que nos colonizou, mas somos muito diferentes. O trabalho atual dos (verdadeiros) produtores e MCs brasileiros é o de, assim como nos EUA, criar um idioma próprio para as rimas cantadas no nosso território.