PRIMÓRDIO

Quando o tempo dissipa
o calor das palavras,
resta o sangue sem fúria 
que heróis de guerra
nunca conhecerão.

Estou aqui, pés vermelhos
no vazio campo de batalha.
Cada gota coagula esse solo
de centelhas virgens.
Assim começa a escrita.

Das coisas em mim,
corpos pertencem à morte,
vivem as afirmações. Por isso,
sendo o tempo sempre outro,
direi sim mais uma vez.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s